12 Características Essenciais de um Empreendedor

Um empreendedor é um empresário que não apenas concebe e organiza empreendimentos, mas também corre grande risco ao fazê-lo. Nem todos os empresários independentes são verdadeiros empreendedores e nem todos os empreendedores são criados da mesma forma. Graus ou níveis diferentes de intensidade e motivação empreendedora dependem de quanta independência se expõe, do nível de liderança e inovação que demonstram, da responsabilidade que assumem e quão criativos se tornam ao visualizar e executar seus planos de negócios.

Uma dúzia de características essenciais para empreendedores

Embora cada empreendedor individual possua muitos traços únicos que não são comuns a outros empreendedores, todos os empreendedores compartilham um espírito de parentesco – um certo tipo de constituição e perspetiva, juntamente com um impulso especial e disposição para aprender e crescer. Em vez de elaborar as muitas diferenças dentro dessa demografia amplamente diversificada, é mais útil examinar esses aspetos de similaridade.

Aqui estão 12 características que são encontradas dentro de todos os empresários bem-sucedidos. Sem esses traços, a maioria das pessoas ficará aquém do que é preciso para ter sucesso num empreendimento empresarial.

# 1) Confiança

Confiança é uma marca do empresário. Nem todos nós nascemos com confiança, mas isso não significa que não sejamos capazes de adquiri-la. Muitas mulheres e homens confiantes adquirem um senso de autoestima e fé na sua capacidade de enfrentar desafios, agindo em face da adversidade, mesmo que eles não tenham certeza de si mesmos. Quando eles enfrentam esses desafios, isso gera confiança em si mesmos, levando-os a enfrentar desafios maiores no futuro.

# 2) Ter um sentido de responsabilidade

Assumir responsabilidade por fazer as coisas – e fazê-las com cuidado e atenção – é o que significa agir como um dono. Em vez de encarar um problema como o de outra pessoa, o empreendedor vê-o como seu e orgulha-se de encontrar uma solução. Eles deixam as coisas em melhor estado do que quando as encontraram e sempre procuram maneiras de melhorar as situações, em vez de deixá-las sozinhas. Embora o sentido de responsabilidade faça um empregado ser uma estrela, o empreendedor sabe que o objetivo não é sobrecarregar-se com muita responsabilidade. Em vez de controlar situações na tentativa de dominá-las, o empreendedor ensina outras pessoas a assumir o controle. Dessa forma, o empreendedor usa a responsabilidade individual na busca final de lucratividade, trabalho em equipe e sucesso geral.

# 3) A capacidade de comunicar

Os empreendedores reconhecem que a parte mais importante de qualquer negócio é o elemento humano. Os recursos humanos, seja na forma de clientes, funcionários ou parceiros estratégicos, são o que faz ou quebra um negócio, e a comunicação é a chave para o sucesso no relacionamento com as pessoas. O empreendedor trabalha para aprimorar as habilidades de comunicação, sejam elas mensagens escritas, faladas ou não verbais transmitidas por meio da linguagem corporal. E para apoiar a comunicação, ele ou ela tirará proveito de todas as ferramentas e recursos à sua disposição. Esses recursos podem incluir aulas de língua estrangeira ou de palestras públicas, workshops de empreendedores, otimização de mecanismos de pesquisa ou habilidades especializadas de redação necessárias para doações, propostas de negócios, declarações de missão ou manuais de políticas de empresa. Acima de tudo, o empreendedor desenvolve uma habilidade apurada para escutar e ouvir o que os outros estão a tentar dizer, porque os melhores comunicadores são-no por serem os melhores ouvintes.

# 4) Paixão pela Aprendizagem

Empreendedores são frequentemente aprendizes “autodidatas”, o que significa que muito do que eles sabem não foi aprendido num ambiente formal de sala de aula, mas sim por si mesmos, procurando informações, fazendo perguntas e fazendo leituras e pesquisas pessoais. Eles também são rápidos a aprender com os seus próprios erros, o que significa que eles são menos propensos a continuar a repeti-los devido à arrogância, ego ou cegueira aos insucessos, falhas ou erros de julgamento. Ensinar é aprender. E para liderar, treinar e transmitir experiência aos outros, o empreendedor está constantemente a esforçar-se para aprender mais e a educar-se melhor. Por causa da paixão pela educação, os verdadeiros empreendedores rodeiam-se de pessoas que ou sabem mais do que eles ou sabem coisas diferentes daquilo que eles conhecem. Eles observam os pontos de vista dos outros e perspetivas que podem ser diferentes das suas. Desta forma, eles continuam a enriquecer-se com conhecimento ao mesmo tempo que fazem um esforço concertado para fazer crescer esse conhecimento, compartilhando-o com os outros.

# 5) Trabalho de equipa

Aqueles que entram no negócio por si mesmos, mas não utilizam o trabalho em equipa, acabam sem uma equipa, e ainda têm todo o trabalho para ser feito. Eles carregam todo o fardo para si e acabam a trocar o seu antigo emprego por um novo e mais exigente, na tentativa de serem autónomos. A diferença é que o novo empreendimento traz maiores riscos pessoais e financeiros. Por outro lado, os elementos da equipa sabem como obter sucesso empregando as duas estratégias de sinergia interpessoal e relações dinâmicas. Um galho pode ser facilmente quebrado, mas um feixe desses pequenos galhos torna-se mais forte do que a soma de suas partes individuais e pode ser impossível dobrar, quanto mais quebrar. O mesmo vale para as empresas; empreendedores bem-sucedidos aproveitam o trabalho em equipa para fazer o trabalho pesado sem perder a força.

# 6) Orientados pelo sistema

Do mesmo modo que vemos nos livros de receitas bem organizados, os bons sistemas permitem-nos obter grandes resultados todas as vezes, mas com cada vez menos esforço de energia ou recursos. Os empreendedores confiam nos sistemas antes de confiar nas pessoas e procuram soluções baseadas em sistemas antes de procurar por soluções de recursos humanos. Se a pessoa faz o trabalho, mas fica doente ou sai, o trabalho fica ameaçado. Mas se um sistema é criado para fazer o trabalho, qualquer um pode entrar e seguir o plano para obter o resultado desejado. Da mesma forma, ao solucionar problemas, o empreendedor primeiro irá examinar e estudar o sistema, porque uma falha no sistema irá produzir um resultado errado a cada vez. Projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas é uma das habilidades mais úteis e recompensadoras de um empreendedor.

# 7) Dedicação

Os empreendedores dedicam-se a cumprir os seus planos, visões e sonhos, e essa tenacidade de propósito repercute-se em toda a organização. Uma das maiores razões pelas quais as empresas falham é porque elas perdem o foco. Segmente uma meta, esclareça o objetivo, refine a marca e limite a margem de erro. Independentemente do que o esforço possa envolver, um empreendedor traz um pensamento único de dedicação à tarefa. Eles estão comprometidos com um resultado positivo e prontos para fazer o que for necessário para que isso aconteça.

# 8) Gratidão

Ser grato pelo que temos abre-nos para receber mais, e uma razão por que isto é verdade é que aqueles que são gratos apreciam o que lhes é dado. Eles respeitam e alimentam isso. Eles fazem o seu melhor para fazê-lo crescer em vez de permitir que ele diminua devido à negligência. Os empreendedores aprendem a não dar nada como garantido neste mundo. Isso lhes dá agilidade e flexibilidade para se adaptar às mudanças e desafios, ao mesmo tempo em que investe neles uma gratidão que os lembra que ricos e riqueza não são sobre “coisas”. São sobre plenitude, satisfação e o prazer que vem das realizações e contribuições de cada pessoa.

# 9) Otimismo

Uma perspetiva positiva é essencial para os empreendedores. Eles aprendem a ver os contratempos como uma oferta barata para as valiosas lições de negócios adquiridas através da experiência em primeira mão. Falhas, fracassos ou desapontamentos passados são relegados ao passado para que não possam continuar a assombrar o presente ou a obstruir o futuro. E quando as coisas correm bem e os negócios prosperam, isso alimenta ainda mais o otimismo e a mentalidade positiva dos empreendedores, alimentando o ímpeto de maiores realizações no futuro.

# 10) Socialização

Porque os negócios são todos sobre pessoas, os empreendedores tendem a ser socialmente extrovertidos. Eles ficam entusiasmados com o compartilhamento de ideias, produtos e serviços, e esse entusiasmo é contagioso para os seus funcionários, clientes, amigos e outros contatos dentro e fora da esfera de negócios. Mas mulheres e homens que trabalham duro como empreendedores também apreciam a oportunidade única de se divertir, fazendo algo que eles amam como sua principal vocação. Especialistas em recursos humanos, conselheiros de carreira e psicólogos empresariais concordam que aqueles que fazem trabalhos de que gostam e em que são bons têm altos índices de sucesso e medidas mais amplas de satisfação. Os empreendedores sabem, em primeira mão e da sua própria experiência, que eles tendem a ser um grupo de pessoas que gostam de se divertir tanto dentro quanto fora do trabalho.

# 11) Liderar pelo exemplo

Os empreendedores lideram não apenas a automotivação, mas também são qualificados para liderar outros. Eles sabem da importância do trabalho em equipa e entendem a necessidade de apreciar os outros, apoiá-los e recompensá-los devidamente. Os verdadeiros líderes não se tornam indispensáveis, caso contrário as coisas desfazem-se na sua ausência e nunca podem chegar ao mais alto nível de liberdade e prosperidade empreendedora. Nem desperdiçam o potencial daqueles que trabalham sob a sua orientação. Como o reconhecido consultor de negócios e reformado Major-General da Força Aérea dos Estados Unidos, Perry M. Smith escreveu uma vez: “Líderes que compartilham o seu poder e o seu tempo podem realizar coisas extraordinárias. Os melhores líderes entendem que a liderança é a libertação de talentos; portanto, eles ganham poder não apenas por constantemente doá-lo, mas também por não o querer de volta”.

# 12) Sem medo do risco ou do sucesso

Muitas pessoas podem ter sucesso se arriscarem mais. Daqueles que se arriscam e se tornam mais bem-sucedidos, acham que a realização dos seus sonhos é uma possibilidade avassaladora, por isso eles sabotam o seu sucesso continuado, recuando para uma zona de conforto de pequenez. Como discutido anteriormente, a mentalidade do empregado está preocupada com a necessidade de segurança. Aqueles que se apegam ao que lhes é familiar – mesmo que isso signifique a negação dos seus sonhos – têm falta de perseverança e da ambição que o verdadeiro empreendedor exibe. Os empresários não estão imunes ao medo. Mas eles priorizam a sua abordagem da vida de modo a que o medo do fracasso, da frustração, do tédio, do trabalho penoso e da insatisfação seja muito maior que o medo persistente do sucesso.

 

Reconhecendo o empreendedor dentro de si

Muitos tipos diferentes de pessoas são atraídos para o empreendedorismo, e uma grande variedade de talentos, aptidões e características pessoais contribuem para o espírito, a personalidade e a visão do empreendedor. A atitude, a mentalidade, a paixão e o caráter que definem um empreendedor de sucesso às vezes são difíceis de identificar, especificar ou resumir num perfil. No entanto, é sempre fácil reconhecer essas características num indivíduo ou identificá-las em ação no mundo dos negócios.

Examinando algumas das qualidades mais predominantes do verdadeiro empreendedor, é possível imitá-las, nutri-las e desenvolvê-las por si mesmo. Alternativamente, você pode reconhecer se você é ou não realmente adequado para uma carreira empreendedora. Nem toda a gente é feita para ser um empreendedor e é importante entender esse fato. Caso contrário, você pode arriscar uma quantidade substancial de tempo, energia, esforço e dinheiro tentando entrar num negócio por si mesmo, apenas para descobrir que não é o que você quer da vida ou que não é o mais adequado para você fazer. As pessoas que seguem um caminho errado na vida, porque não têm discernimento ou entendimento, podem desperdiçar meses, anos e recursos financeiros valiosos à procura de um objetivo que realmente elas não queriam.

Para outros que estão idealmente preparados para uma carreira empreendedora, e para quem ela representa a realização do seu potencial, desejo e sonhos pessoais e financeiros, saber como verbalizar, listar e definir o temperamento fundamental ou a natureza essencial de um empreendedor pode ajudar imenso.

Aprender sobre os traços do verdadeiro empreendedor pode ser uma poderosa ferramenta de direção, porque está em ressonância com o que os empreendedores em potencial já sabem sobre si mesmos e sobre as suas aspirações pessoais. Ter um inventário ou uma lista de verificação das qualidades particularmente desejáveis ​​para usar como referência pode ser uma maneira de esclarecer melhor o seu propósito. Podem ajudá-lo a alcançar os objetivos, até alcançar metas mais altas e etapas maiores. Compreender a disposição do empreendedor de sucesso pode dar um impulso inspirador à sua confiança, previsão e determinação quando perceber que também compartilha essa atitude vencedora.

Luis Henriques
Business Coach