Um dos maiores desafios do empresário, que ainda é o técnico que trabalha NO seu negócio, é não ter tempo para trabalhar O seu negócio. A forma de o conseguir é através da criação de uma equipa, concebida para funcionar de forma autónoma e motivada, para obter melhores resultados para o seu negócio. Qual a melhor forma de o fazer?

Na maior parte dos casos, os donos dos negócios eram técnicos antes de se tornarem empresários. Contudo, ser um bom técnico não qualifica a pessoa como boa gestora. Ao criar a sua própria equipa terá de passar da vertente tática à estratégica e trabalhar as suas próprias características de liderança, tão importantes para guiar a sua equipa rumo ao sucesso.

Antes de começar a contratar é preciso preparar as bases, tendo em mente a visão, valores e missão da empresa. Por outro lado, é imperioso criar sistemas e definir os processos que os colaboradores deverão seguir para trabalhar em equipa.

Nesta fase, o empresário pode precisar de ajuda para não se dispersar no meio de tantas solicitações. Um Business Coach tem como função manter o foco do empresário no negócio, criando essas bases e fazendo com que siga o plano estabelecido.

As regras de funcionamento da empresa e os processos têm de ser definidos ANTES de contratar.

Estas deverão constar em Manuais de Operações, que vão orientar a equipa na entrega dos produtos e serviços, procurando a diferenciação pela qualidade e pela experiência proporcionada ao cliente.

Tendo a visão do negócio e os Manuais de Operações definidos, está na hora de criar a equipa que o vai ajudar a construir e manter uma boa base de clientes.

Os seis fundamentos para construir a sua equipa são os seguintes: uma liderança sólida, um objetivo comum, ter definidas as regras do jogo, um plano de ação, ter o apoio da empresa para correr riscos e sentir-se integrado na equipa.

Com estas noções por base, como passamos à prática? Tal como os treinadores desportivos preparam a sua equipa para um jogo importante, assim faz o gestor ao escolher cuidadosamente os seus colaboradores para jogarem em equipa.

 

Usar o perfil DISC para escolher os elementos da sua equipa

Para tomar as melhores decisões de recrutamento, defina critérios objetivos para conseguir atrair os colaboradores certos para a função. Pense duas vezes antes de contratar familiares e amigos que podem não encaixar na equipa de que a sua empresa precisa.

Por esta razão, sugerimos a avaliação DISC, uma metodologia desenvolvida pelo psicólogo William Moulton Marston que permite identificar qual o perfil comportamental da pessoa: Dominante (D), Influenciador (I), eStável (S) e Consciencioso (C).

O Perfil DISC é utilizado para analisar padrões de comportamento e a forma como esses padrões podem influenciar a sua personalidade global no trabalho e em diferentes níveis da carreira.

Esta ferramenta pode ser um elemento diferenciador na gestão da produtividade, stress e outros padrões de comportamento que podem ser avaliados com base em alguns traços dos indivíduos.

Como nos pode ajudar na criação da equipa perfeita? Através do conhecimento proporcionado pelo DISC é possível entender qual o seu estilo de liderança e, por outro lado, o estilo profissional de cada colaborador e da nova contratação.

Imagine que tem na sua equipa excelentes profissionais com desempenho baixo porque estão a trabalhar fora do seu âmbito comportamental. Estar no sítio errado para o seu perfil comportamental pode ter como consequência a desmotivação da pessoa.

Desta forma, poderá entender em quais situações aquela pessoa que vai recrutar tem mais hipóteses de se destacar e quais deve evitar para ter um melhor desempenho.

Tendo a equipa constituída, é preciso dar formação de forma continuada e usar guiões para orientar todos os pontos de contacto como o cliente, quer no serviço de apoio ao cliente, quer entre a equipa de vendedores, por exemplo.

Conhecer as pessoas e a forma como se relacionam é muito importante quando se está a construir uma equipa, para que a sua liderança consiga fazer com que cada colaborador se sinta envolvido e motivado na construção de algo maior.

Luis Henriques
Business Coach